INÍCIO | CONTATO |
Ourinhos

Page Nav

HIDE

Hover Effects

TRUE

No

HIDE_BLOG

Cabeçalho-clássico

{fbt_classic_header}

Publicidade

Mais previsões: Meteorologia 25 dias

Últimas Notícias

latest

Slider-topo


Vídeo: policial federal aposentado mata cachorro de vizinhos na Zona Leste de Teresina: 'deu três tiros, queria matar'

A dona do animal relatou que ele fugiu durante uma manutenção no portão de casa e entrou em uma briga com um cachorro de rua. O policial teria atirado para separar os animais.

Vídeo: policial federal aposentado mata cachorro de vizinho a tiros em Teresina


Um policial federal aposentado de 70 anos é investigado pela Polícia Civil do Piauí (PCPI) por ter matado a tiros um cachorro da raça american staffordshire, de vizinhos, no bairro Campestre, na Zona Leste de Teresina. O crime aconteceu em fevereiro deste ano e foi registrado por uma câmera de segurança (assista o vídeo acima).

As imagens mostram o momento em que o cachorro foge da casa dos donos e corre na rua, próximo à casa do policial. No local, o animal encontra um cachorro de rua e os dois começam a brigar.

A família do policial tenta separar a briga. No vídeo é possível ver um homem, que seria filho do policial, dar socos e chutes no animal. Uma mulher, apontada como a esposa do policial, joga água nos cachorros, mas eles continuam brigando.

Em seguida, o policial aparece com uma arma em mãos e atira na direção dos animais. A arma dele tinha capacidade para cinco tiros e pelo menos três teriam sido dados, dois deles acertaram o american staffordshire, que morreu no local.

'Mataram o Don'
A gerontóloga Clélia Damásio, que era dona do Don, relatou que, no dia em que o cachorro foi morto, estava sendo realizado um serviço de manutenção no portão da sua casa. Por isso, em determinado momento, o animal fugiu.

"Estava pegando minha filha na escola e meu marido ligou dizendo 'mataram o Don'. Pedi pra ligar pro meu irmão, que foi correndo e quando chegou o encontrou morto, no meio da rua. Falaram que a gente tinha deixado o cachorro solto, mas foi um acidente", contou a dona do cachorro ao g1.

Policial federal aposentado mata cachorro de vizinhos na Zona Leste de Teresina — Foto: Arquivo pessoal/Clélia Damásio


"Eles deram muita porrada no meu cachorro. E ainda atiraram. O rapaz que estava fazendo a manutenção do portão chamou meu marido, mas ele é PCD, tem mobilidade reduzida, então quando ele foi em direção ao cachorro já ouviu os tiros e correu de volta, foi aí que ele me ligou", contou.

Segundo Clélia, o outro cachorro ficou ferido e foi socorrido no dia, mas morreu algumas semanas depois. "Ele teve um ferimento no pescoço. Fui atrás [de saber], mas não peguei ele, não sabia se ele tinha raiva, alguma coisa. Ele ficou na porta da casa do assassino até morrer", afirmou.

Caso ainda será julgado
A Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA), da PCPI, informou, nesta quinta-feira (23), que o inquérito do caso ainda está em aberto. "Escutamos pessoas, foi feita perícia. Em razão do prazo que a gente tem para conclusão, tivemos que pedir dilação (prorrogação). Estamos esperando retornar para dar continuidade, mas está praticamente concluído", afirmou o delegado titular, Willame Morais.

Após a conclusão, o caso é enviado para o Ministério Público do Piauí (MPPI), encarregado de levar a denúncia à Justiça. Se condenado, o homem pode levar de dois a cinco anos de prisão e multa.

"A gente pede que ele seja condenado, que a lei prevaleça. Ele matou um cachorro que não tinha nada a ver com a vida dele, que não estava agredindo uma pessoa, estava em uma briga de animal. Matou de maldade, deu três tiros, um deles no focinho, não queria espantar, queria matar", declarou Clélia.


Fonte: G1

Coockies